domingo, 15 de dezembro de 2013

Mundial de Handebol Feminino - Prévia das Oitavas de Final (Parte 1)

França x Japão (Domingo,15:00, horário de Brasília)

Aqui temos favoritismo para França, que em mundiais possuiu retrospecto de 4 medalhas, sendo 1 ouro (2003) e 3 pratas (1999, 2009, 2011). Já o Japão na história dos mundiais possuiu uma sétima posição no longínquo ao de 1965 como melhor colocação, e hoje é a segunda maior força da Ásia, e mesmo conseguindo boa evolução nos últimos anos, ainda está atrás da Coréia do Sul, grande força do continente. analisando a atualidade, no mundial até agora as francesas estão invictas e com 100% de aproveitamento, e as japonesas passaram em quarto no difícil grupo que tinha Brasil, Sérvia, Dinamarca, China e Argélia, tudo bem que perdeu para os 3 primeiros citados, porém nos 3 jogos fez uma boa partida, não perdendo de grande quantidade de gols. Fuji pelo Japão e Lacrabere (foto), Deroin e outras, são os destaques das seleções.


Alemanha x Angola (Domingo,14:30, horário de Brasília)

Aposto que quando quem não acompanha muito o handebol vê o enunciado (Alemanha Vs Angola", logo deve pensar em jogo fácil para as alemãs, ainda mais analisando que as européias possuem 3 medalhas em mundiais (1 ouro e 2 bronzes), a mais recente, bronze em 2007. Porém na prática, o jogo não deve ser uma moleza para a Alemanha não. Angola atualmente é disparada a melhor seleção africana, consegue vencer seleções fortes européias (quadro que se encaixa a Alemanha atualmente, em minha opinião) e ainda, faz até jogo duro com grandes potências. Essa afirmação dada sobre a força de Angola, se baseia no mundial de 2011, onde fizeram uma campanha fantástica, passando para as quartas e terminando na oitava posição (a melhot colocação do país continua sendo a sétima colocação no mundial de 2007). Tudo bem que na fase de grupos as africanas não foram tão bem contra as européias contra quem jogaram, perdendo os jogos sem fazer um jogo tão parelho, porém mata-mata é jogo único e a realidade muda, e um fato que dá esperança à Angola é o retrospecto recente em partida contra a Alemanha, onde conquistaram a vitória por 25 x 22 no mundial passado na fase de grupos. Entre os destaques das seleções, aponto Bernardo e Guialo por Angola, e Susann Muller pela Alamanha, esta última, armadora canhota que está voando no mundial, sendo artilheira e por muitas vezes levando nas costas sua equipe (exemplo disso são os incríveis 13 gols feitos na vitória contra a Hungria). Contudo, acredito que a Alemanha seja a favorita, pelo grande desempenho de Susann Muller no mundial, e por Angola não estar na melhor das fases.


Polônia x Romênia (Domingo, 17:15, horário de Brasília)

Se apenas o histórico contasse na hora de apontar o favorito do confronto, a Romênia levaria fácil, fácil. A Polônia não é daquelas seleções que são tradicionais na Europa, possui apenas o 5º lugar em Campeonato Europeu (1998) e também em Mundial (1973) como melhores colocações, além disso, nunca disputou uma Olimpíada. Já a Romênia tem mais história, já foi 4º lugar em Jogos Olímpicos (1976), campeã mundial em 1962, e prata em 1973 e 2005, além de bronze no Europeu de 2010. Porém, tudo o que foi comentado anteriormente terá pouca aplicabilidade neste confronto das oitavas, afinal a Polônia não será presa fácil para as romenas, muito pelo contrário, pois as polonesas atravessam grande momento, vem fazendo um mundial consistente e na preparação para a competição venceu dois amistosos contra o Brasil, o que demonstrou a força polonesa, além do mais, a Romênia não é uma potência, é muito boa equipe, mas não potência. No fim das contas, aposto em vitória bem apertada da Polônia.


Dinamarca x Montenegro (Domingo,17:45, horário de Brasília)

Confronto de gigantes logo nas oitavas de final, de um lado a Dinamarca, que está bem renovada, mas carrega em seu histórico um tri-campeonato olímpico (1996, 2000, 2004), mais um título mundial (1997); do outro lado está Montenegro, seleção que participa como país independente há pouco tempo, mas que já possuiu grandes resultados: vice campeonato olímpico em 2012 e o título europeu no mesmo ano, além disso, a equipe campeã da Champions league de handebol de clubes em 2012/2013 foi o Buducnost de Montenegro, que é a base da seleção nacional. Contudo, vejo que Montenegro é favorito para o confronto, pois o time tem mais rodagem do que a seleção jovem da Dinamarca, e também a equipe montenegrina é a base do grupo de foi prata em Londres 2012, lideradas pela grande Bulatovic e companhia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário