quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Em partida histórica, Brasil vence Hungria e está na tão sonhada semi do mundial !!!



Com o perdão da palavra, este foi o jogo mais FODA que eu vi na vida ! FANTÁSTICO, INACREDITÁVEL E SENSACIONAL !!! Sei lá mais o que dizer, na verdade ainda estou um tanto  atordoado com esse jogo !

É tipicamente um daqueles jogos que você gravar, e botar lá nos arquivos para se mostrar a posterioridade ou aquelas crianças e adolescentes que tão começando no esporte, para sentirem qual é o verdadeiro significado de TALENTO, AMOR AO PAÍS e DEDICAÇÃO !

Por muito tempo, fomos aquele “patinho feio” na vista das até soberbas européias, porém, caminhos foram desbravados por tantas, que foram lá, se dedicaram ao máximo, para que  hoje, nossa seleção possa dizer batendo no peito – “SOMOS UMA DAS 4 MELHORES SELEÇÕES DO PLANETA!!!!!”

Agora (UFA!!!), vamos baixar essa enorme tensão, descansar o físico e mental depois dessa partida extenuante, esperar o adversário e estudar, estudar e estudar, para que cheguemos em uma final, que faria que essa conquista fosse mais histórico do que já é.

Jogo

Começamos voando, 5 x 1 logo nos minutos iniciais (com 4 gols de Alexandra) e uma falsa ilusão de que embalaríamos no jogo e seria fácil. Aproximadamente aos 10 minutos a vantagem era ainda melhor, 7x2, foi a partir daí que o Brasil deu uma desligada, e a Hungria diminuiu para 8 x 5. Até o final do primeiro tempo a liderança no placar foi se arrastando, porém diminuindo, muito por conta de erros e precipitação brasileira (os 5 minutos finais foram péssimos para o Brasil, com turnovers e um erro que marcou muito aconteceu depois de uma defesa da Babi, onde a bola foi para lateral e a defesa dormiu, assim as húngaras pegaram o rebote e diminuíram a diferença para apenas 1 gols, 13 x 12 para o Brasil).

O segundo tempo foi tenso DEMAIS, a Hungria passou a frente e foi levando a diferença de um ou dois gols praticamente até o fim do segundo tempo, sempre com o Brasil martelando em busca do empate, mas quando ia fazer isso, aconteciam erros e parecia que aquele teimada em não sair. Porém conseguimos faltando 1 minuto para o fim da etapa, e no último ataque húngaro, nossa defesa se agigantou, não permitiu o arremesso, e a Hungria morreu com a bola na mão, 26 x 26 e vamos a prorrogação.

Na primeira prorrogação, logo de início roubamos a bola e em contra ataque puxado pela Deonise poderíamos enfim ficar na frente, porém a goleira húngara realizou uma defesa fantástica. Nos 10 minutos da prorrogação onde o clima estava monstruosamente pesado e a bola parecia ter uns 10 quilos, nesse período a partida ficou empatada em 3x3, a Duda teve chance de chutar faltando 2 segundos, mas, nada feito, a defesa bloqueou  e vamos a maaaaaais uma prorrogação.

Anteriormente, nos segundos finais da primeira prorrogação, para segurar a seleção brasileira uma das húngaras cometeu uma forte falta, fazendo com que levasse 2 minutos de suspensão, que fez com que o Brasil tivesse uma importante superioridade numérica, mas , que não foi aproveitada pois não abrimos vantagem. Durante essa segunda prorrogação, também ficamos com inferioridade numérica, que também não foi aproveitada pelas húngaras. Mas, finalmente, faltando 2 min e meio para o término do jogo, o Brasil armou o ataque e no fim dele, ganhamos um 7 metros, este convertido por Alexandra Nascimento, a melhor do mundo. A partir daí tivemos os dois ataques que definiram a partida, primeiro a Hungria não conseguiu botar a bola na rede do Brasil, e em seguida Mayara EM UMA BOLA ESPÍRITA, que parece que foi empurrada para o gol por forças superiores, fez com que a diferença fosse para 2 gols de vantagem, faltando apenas 40 segundos para terminar essa incrível batalha. Em seguida, as húngaras fizeram seu gols, porém faltando apenas uns 15 segundos não tinha muito o que fazer por parte das húngaras, até tentaram marcar individualmente e roubar a bola, porém, Samira sacramentou a vitória brasileira com um gol na posta esquerda, 31 x 29 para o Brasil, botando de vez nosso nome no hall de potências mundiais. Na comemoração, a música “Celebrar” do Jamil e uma noites, foi cantada, tal canção, foi usada para mexer com a parte psicológica da seleção anteriormente, e como visto, deu resultado.

Desabafo de um torcedor (Mais um, hehe)
PARABÉNS MENINAS, PARABÉNS BRASIL !!!!
Vocês lutaram bravamente, amargaram derrotas nas quartas do mundial 2011 e em Londres, mas vocês sabem, tudo aquilo precisava acontecer para que hoje tenhamos condições de dizer “Sim, sou do Brasil, e tenho uma das melhores seleções do mundo!!!”
Só tenho a dizer OBRIGADO a tudo que vocês nos proporcionam!!!

#RaçaBrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário