sábado, 20 de julho de 2013

Um final de semana para quem ama esportes


Estamos vivendo dias de MUITO esporte, e não simples competições, são mundiais, Liga Mundial de Vôlei, Grand Slam de Moscow, e por aí vai... 


Começando com o Grand Slam de Moscow de judô, o Brasil vai com a equipe principal, a única categoria onde o judoca titular não vai lutar é na -90 kg masculino, onde Tiago Camilo não luta, Eduardo Bettoni vai em seu lugar. De resto, aquelas estrelas que já conhcemos, Sarah, Mayra, Rafael e Rafaela Silva, Kitaday, Victor Penalber.... Com certeza muitas medalhas virão, ao todo a delegação brasileira em terras russas é de 18 atletas, e muitas dessas medalhas devem ser douradas. Lembrando que o Grand Slam de Moscow é a ultima grande competição antes do mundial do Rio de Janeiro.

No mundial de taekwondo seguem as disputas pelas medalhas. Até agora o Brasil tem um bronze, com Guilherme Dias, jovem revelação do nosso taekwondo que subiu para a categoria adulta apenas ano passado, já conseguindo o título pan-americano e agora esse bronze. É um grande nome para 2016. O Brasil levou para Puebla, México ( onde está rolando o mundial ), uma equipe completa, com 16 lutadores , um em cada categoria. O mundial termina no domingo.

Na Liga Mundial de Vôlei, após levar uma virada no tie-break para a Rússia na quarta feira, ontem ( sexta feira ), o Brasil se redimiu e até com facilidade passou pelos emergentes canadenses por 3 x 0. Assim estamos garantidos na semi final dessa grande competição, após não ter ficado entre os 4 melhores no ano passado. As semi finais acontecem no sábado ( 16 h da tarde e 20 h 30 da noite ), e a disputa do bronze e a final ocorrem no domingo.

Na Bósnia, está rolando o mundial sub 21 de handebol masculino, o Brasil até aqui faz uma campanha boa, venceu o Kuwait e o Chile nos dois primeiros jogos, depois fez um jogo muito duro com os suecos, perdendo por apenas um gol ( 29 x 28 ) , e no quarto jogo perdeu para os espanhóis campeões europeus por 29 x 21. Amanhã ( sábado ) o Brasil enfrenta o Egito para definir em qual posição passa para as oitavas de final, vale lembrar que se vencer fica numa boa posição no grupo e pode pegar um adversário TEORICAMENTE menos forte na próxima fase.

Na Lituânia começou ontem ( sexta-feira, 19 ) o mundial sub 19 de basquete feminino, e o Brasil vem fazendo uma excelente competição, venceu a tradicional Rússia por 66 x 63 nesta quinta, e nesta sexta venceu a Coréia do Sul por 96 x 81, resultados que surpreendem e animam, mostrando que vem uma boa geração para o basquete feminino brasileiro ( lembrando que no mundial sub 19 de 2011 o Brasil ganhou o bronze ). A última partida da fase de grupos é contra a Sérvia.

Mais uma super competição que começa nesse fim de semana é o aguardado mundial de esportes aquáticos, onde já na manhã desse sábado o Brasil ganhou prata e bronze na maratona aquática 5 Km com Poliana Okimoto, e Ana Marcela Cunha, respectivamente. Elas ainda nadam os 10 Km, e a Ana Marcela nada os 25 Km.
No Polo Aquático o Brasil tem um grupo complicado com Itália, Hungria e Cazaquistão, o objetivo principal é vencer as cazaques e buscar ficar em terceiro para pegar um adversário menos forte na fase seguinte ( já que pelo regulamento todos passam para a próxima fase, esquisito, não?! ) . Na natação nossas principais esperanças são praticamente as mesmas de sempre, Cielo nos 50 livre e 50 borboleta, Nicholas Santos nos 50 borbo, Thiago Pereira nos 200 medley ( ele também pode nadar os 400 ); nos nomes mais novos temos Marcelo Chierighini nos 50 e 100 livre que pode chegar em finais e até incomodar os favoritos, Henrique Rodrigues nos 200 medley que tem sim chances de pódio. Falando em chegar em semi finais ou até numa final, temos as provas de peito com João Gomes e Felipe Lima, Daniel Orzechowski nos 50 costas, as provas da Joana Maranhão,e o 50 livre feminino onde será interessante ver o desempenho das jovens Alessandra Marchioro e Gracielle Hermann ; sobre os revezamentos, estão fracos, resultados sem tanto brilho são esperados.
Nos saltos ornamentais , Cesar Castro mais uma vez é nosso principal nome,ainda mais depois do doping e a não participação de Hugo Parisi. Se estiver num dia que os saltoas saiam bem encaixados, pode conseguir até uma final, principalmente no trampolim 3 m ( ele disputa também o trampolim 1 m ).
No nado sincronizado,o objetivo é se classificar para a final, tanto por equipes, como no dueto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário