sábado, 19 de janeiro de 2013

Última rodada da fase de grupos do Mundial de Handebol - Grupos C e D 19/01


Grupo A



Bielorrússia 33 x 15 Arábia Saudita

Nesse jogo quem vencesse iria pras oitavas de final como quarto colocado do grupo, e pelo placar não precisa nem falar que os bielorrussos não deram a mínima chances aos árabes.

Sete minutos, foi o tempo em que a Arábia Saudita não esteve atrás da placar na partida, até começou vencendo por 3 x 1 , mas a Bielorrússia empatou, virou e 10 minutos depois já vencia por 11 x 4. Com uma defesa muito forte os europeus permitiram apenas 5 gols do adversário e com o goleiro Vitali Charapenka pegando muito ( 59% de bolas salvas ) o primeiro tempo terminou 18 x 5.

No segundo tempo ,com o jogo já decidido o técnico bielorrusso resolveu dar rodagem aos seus atletas do banco e também descansar os seus titulares para as oitavas de final, nisso o jogo ficou um pouco mais equilibrado mas mesmo assim a vantagem foi crescendo, aos 15 minutos 26 x 10 e no final 33 x 15 para a Bielorrússia.

Artilheiros
Bielorrússia
Siarhei Shylovich – 6 gols
Dzmitry Nikulenkau – 5 gols
Dzmiytry Kamyshyk – 5 gols

Arábia Saudita
Turki Alembaawi – 3 gols
Hishan Alobaidi ,Yousof Altaweel ,Abdullah Alhammad , Ahmad Alabdulali – 2 gols

Próximos jogos
Bielorrússia x Croácia  - Oitavas de final 21/01

Arábia Saudita x Argélia – disputa do 17° ao 20° lugar  21/01 ( 10 h 15 )


 Polônia 33 x 25 Coréia do Sul

A Polônia buscava a primeira colocação do grupo, mas mesmo vencendo não adiantou pois a Eslovênia que terminou como líder venceu a Sérvia e assim foi impossível ficar no primeiro posto do grupo, mas mesmo assim o a segunda colocação ficou de bom tamanho para os poloneses.

O primeiro tempo terminou 18 x 11 a favor dos poloneses, porém a etapa foi equilibrada até os 22 minutos onde estava 11 a 11, porém num apagão completo dos asiáticos a Polônia conseguiu abrir boa vantagem.

No segundo tempo, depois de estarem perdendo por 8 gols, a Coréia reagiu e diminuiu bastante a diferença indo pra 2 gols aos 17 minutos, 25 x 23. Porem até o fim de partida os europeus embalaram novamente fazendo 8 gols nos 13 minutos finais contra apenas 2 dos coreanos, fim de partida Polônia 33 x 25 Coréia do Sul.

Destaque para o pivô polonês Bartosz Jurecki que fez 10 gols em 12 chances, os goleiros poloneses tiveram 34% de bolas salvas e os coreanos 29%. O ataque polonês teve 68% de efevitidade e o coreano 51%.

Artilheiros
Polônia
Bartosz Jurecki – 10 gols
Michal Kubitztal – 6 gols

Coréia do Sul – Yeon Ci-Yeol – 9 gols
Jeong Yi-Keong – 6 gols
Lee Eun-Ho – 6 gols

Próximas partidas
Polônia x Hungria – Oitavas de final 21/01
Coréia do Sul x Austrália – Disputa do 21° ao 24° lugar 21/01


Sérvia 31 x 33 Eslovênia

Pode se dizer que a Eslovênia é uma das maiores surpresas do mundial, mesmo num grupo não muito difícil venceu os poloneses que são fortes e hoje chegaram ao ápice da campanha até aqui, venceram os sérvios vice campeões europeus. Agora tenham uma vida mais fácil nas oitavas de final contra o Egito, já a Sérvia enfrenta a Hungria.

O placar apertado marcou o primeiro tempo até os 19 minutos, quando os eslovênos abriram vantagem de 2 gols e foram a conservando até o fim do primeiro tempo ainda conseguindo deixar essa diferença em 3 gols, 19 x 16.

Na volta chegou a estar em 4 gols essa vantagem eslovêna, porém os sérvios com 5 gols e nenhum do adversário viraram para 22 x 21 aos 11 minutos. Se no primeiro tempo a Eslovênia abriu dois gols e administrou até o intervalo, no segundo tempo foi a vez da Sérvia que se distanciou até 3 gols e quando faltava 6 minutos para o fim da partida vencia por 30 x 27. Mas foi no mesmo minuto o sérvio Zarjo Sesum foi excluído por 2 minutos, essa foi a brecha pra Eslovênia crescer ,e durante os dois minutos que os sérvios ficaram com um a menos ,conseguiram fazer 3 gols empatando em 30 a 30. Nos últimos 4 minutos a Sérvia errou muito e a defesa da Eslovênia agiu bem bloqueando o ataque, assim 3 gols eslovenos e apenas 1 sérvio. Fim de jogo, Sérvia 31 x 33 Eslovênia .

O ataque esloveno teve 68% de efetividade já o sérvio 63%. Os goleiros sérvios tiveram 26% de bolas salvas e os eslovênos 29%.

Artilheiros
Eslovênia
Luka Zvizej – 7 gols
Borut Mackovsev – 6 gols
Dragan Gajic – 6 gols

Sérvia
Marko Vujin – 7 gols
Petar Nenadid – 6 gols
Rajko Prodanovic – 6 gols

Próximas partidas
Eslovênia x Egito – Oitavas de final 21/01
Sérvia x Espanha – Oitavas de final 21/01

Classificação

Em negrito > Classificados para as oitavas de final
Sublinhado> Eliminados

                            Pts  Vit  Emp  Der  G.Feitos G.Sofridos Saldo
Eslovênia            10    5     0      0         151        130         +21

Polônia                8     4     0      0         134        110         +24

Sérvia                  6     3     0      0         150        128         +22

Bielorrússia         4     2      0      0         135        120         +15

Arábia Saudita       2     1     0      0          95         145          -50

Coréia do Sul         0     0      0     0         116        148          -32


Grupo B




Egito 39 x 14 Austrália

Como já foi dito em um post ontem, o Egito precisava de um saldo muito bom para se classificar e foi o que fez, no primeiro tempo era um gol atrás do gol quase sendo 1 gol por minuto para os egípcios, 25 a 8 no placar. Na segunda metade da partida foram menos gols, 14 para o Egito e 6 para a Austrália,terminando a partida assim em 39 x 15.

Como já era esperado os australianos perderam todas as partidas e em todas levaram grandes goleadas, terminando em último do grupo com um saldo negativo de 142 gols !!!

Assim os egípcios se classificaram para as oitavas de final, pois a Argélia perdeu pra Hungria e o Egito ganha na disputa de saldo de gols contra os argelinos.



Artilheiros
Egito
Ali Zein – 7 gols
Mohamed Mamdouh – 6 gols

Austrália
Mitchell Hedges- 5 gols
Martin Nadjovski , Tommy Fletcher – 3 gols

Próximas partidas
Egito x Eslovênia – Oitavas 21/01
Austrália x Coréia do Sul – Disputa do 21° ao 24° lugar 21/01


Hungria 29 x 26 Argélia

A Hungria queria garantir a terceira colocação do grupo, enquanto os argelinos precisavam da vitória ou de um empate afinal o Egito venceu bem a Austrália e assim o saldo da Argélia seria pior se tivesse o mesmo número de pontos que os esgípcios.

Até a metade do primeiro tempo o placar seguia muito apertado, sendo que nenhuma seleção abriu dois gols de diferença,porém a Hungria teve boa sequencia e fez 4 gols, 10 x 6. Até o intervalo ainda essa vantagem aumentou terminando em 14 x 8 para os húngaros.

Com o início do segundo tempo só continuou a realidade da segunda metade do primeiro tempo, com a Hungria fazendo gols e ficando cada vez mais confortável na partida, 21 x 12 aos 11 minutos. Nos 10 minutos seguintes a Argélia diminuiu essa vantagem chegando a 25 x 20, porém em mais uma boa sequência de ataques e de defesas os húngaros fizeram 28 x 20 e até o fim do jogo os argelinos tentaram empatar, mas com 8 gols a menos e faltando apenas 6 minutos isso não foi possível, final Hungria 29 x 26 Argélia.

O goleiro Peter Tatai ( Hungria ) teve grande porcentagem de 55% de bolas salvas e foi um dos destaques do jogo.

Artilheiros
Hungria
Gergely Harsanyi – 5 gols
Gabor Ancsin – 5 gols
Mate Lekai – 5 gols

Argélia
Messaoud Berkous – 7 gols
Hichem Daoud- 5 gols

Próximas partidas
Hungria x Polônia – Oitavas de final 21/01
Argélia x Arábia Saudita – Disputa do 17° ao 20° lugar 21/01 ( 12 h 30 )


Espanha 25 x 27 Croácia

Valia a liderança do grupo, num contexto geral toda seleção quer passar como primeiro, mas tem um simples detalhe: Quem ficasse em primeiro poderia enfrentar futuramente numa qaurtas de final ou semi a França e a Dinamarca. Por isso a perguntar que fica é: Será que a Espanha , hum digamos, não fez força pra vencer a partida ? É fato que o outro lado da chave é um tanto mais fácil mas será que a Espanha entregou ?

Pelas estatísticas dá pra ver que os espanhóis não fizeram uma das sua melhores partidas, 48% de efetividade no ataque e apenas 18% de bolas salvas pelo goleiro Arpad Sterbik, já a Croácia foi bem melhor com 65% de efetividade atacando e 39% de bolas salvas por Mirko Alikovic.

Julen Aguinagalde abriu o placar pra Espanha logo no primeiro minuto e Entrerríos fez 2 x 0, mas logo os croatas empataram e esse jogo em que nenhuma equipe conseguia abrir diferença seguiu até que Domagoj Duvnjak fez 8 x 6 para a Croácia. Por vezes no primeiro tempo a Espanha chegou no placar mas na saída pro intervalo o placar apontava vitória croata por 15 x 13.

No segundo tempo a Espanha passou a frente no placar sendo que aos 14 minutos estava com 3 gols de diferença na Croácia 21 x 18, parecendo que ia sair de quadra como seleção vencedora,porém os croatas equilibraram a partida e foi uma grande alternância de placar durante os últimos minutos de jogo. Aos 28 minutos Igor Vori faz 26 x 25 para a Croácia mas no lance seguinte Drago Vukovic faz falta e leva exclusão de 2 minutos, assim os espanhóis teriam um a mais até o término do jogo,mas não foi aproveitado, Alvert Rocas manda a bola na trave e no último ataque do jogo Lovro Sprem marca e decreta a vitória da Croácia por 27 x 25.
                                          A Croácia termina em 1° no grupo D

Destaque para Ivan Cupic que fez 8 gols pela Croácia tendo um aproveitamento de 88% ( 8/9 chutes ).

Artilheiros
Croácia
Ivan Cupic – 8 gols
Kopljar – 4 gols

Espanha
Jorge Maqueda – 7 gols
Alberto Entrerríos – 5 gols

Próximas partidas
Espanha x Sérvia – Oitavas de final 21/01
Croácia x Bielorrússia – Oitavas de final 21/01


Classificação

                 Pts  Vit Emp  Der  G.Feitos G.Sofridos Saldo
Croácia   10    5     0      0        148         99          +49

Espanha   8     4     0      1        160         98           +62

Hungria    6     3     0      2        147        120          +27

Egito         3     1     0      3        130        123           +7

Argélia       3     1     0      3        123        126            -3

Austrália     0     0     0      4         66         208         -142



Nenhum comentário:

Postar um comentário