sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Judô e Vôlei - Os esportes mais desenvolvidos do Brasil

Não é de hoje que é fato que judô e vôlei são os esportes mais vitoriosos do Brasil,é só olhar suas conquistas,investimento na base, patrocínios,resultados, enfim diversos fatores contribuem para tal sucesso. Um deles é o alto número de praticantes do esportes por aqui,no judô por exemplo 2,2 milhões com o número crescendo cada vez mais,sem dúvida nenhuma é o esporte de luta mais praticado no Brasil.
Já o vôlei por ser um esporte coletivo e de facilidade em sua prática conta com dezenas de milhões de praticantes tanto em escolas,clubes,entre amigos,etc.

E lógicamente da grande quantidade de praticantes sai uma grande qualidade. As seleções de vôlei por exemplo (tanto praia como quadra) podem jogar um torneio internacional de qualidade com a seleção B, que serão altamente competitivos batendo de frente com qualquer adversário.
Fato nítido visto também no judô,onde a disputa para entrar na seleção brasileira já é gigante e quando o atleta vai disputar uma competição de nível internacional não sente diferença técnica,pois já é muito testado antes de chegar nela.

Renovação

Para 2016 o judô está MUITO bem encaminhado, Sarah Menezes nossa campeã Olímpica terá no Rio 2016 apenas 26 anos,Rafaela Silva outro super talento terá 24 anos, Mayra Aguiar 25 anos. Só essa trina de atletas já é garantia de boa participação nos jogos,mas vendo as outras judocas que foram para Londres 2012 só comprova que a seleção feminina é muito jovem,Maria Portela e Maria Suelen terão 28 anos,Mariana Silva 26 anos e Érika Miranda 29 anos.
Porém todas essas devem se cuidar pois as novas atletas que estão chegando são fortíssimas alguns exemplos são Águeda Silva -48 kg , Flávia Gomes -57 kg ,Nádia Merli -70 kg ou -78 kg ,Eleudis Valentim -52 kg,entre outras.

Já no masculino acho que mudará algumas coisas, quem deve continuar sempre forte em competições internacionais são Leandro Guilheiro,Tiago Camilo,Rafael Silva. Eu sinceramente considero que Felipe Kitaday em Londres 2012 entrou pra lutar num dia iluminado onde tudo deu certo,mas acho que ele não é aquele cara que quando chega num campeonato mundial ou outra grande competição teremos a certeza de medalha,pois antes do bronze olímpico não tinha ganhado nenhuma medalha muito importante,mas brilhou na hora certa e é um MONSTRO por causa disso.Espero que depois dessa Olimpíada amadureça muito e vire figurinha carimbada em pódios internacionais. Já para Leandro Cunha e Luciano Corrêa essa foi a última Olimpíada e espero que seja mesmo,vamos esperar que se confirme atletas jovens nessas categorias como Luiz Revite -66kg e Renan Nunes -100kg ou outros,já que a renovação é primordial. Para Bruno Mendonça,atual titular do -73 kg,não se sabe ao certo qual será o futuro dessa categoria já que existem diversos atletas jovens e de um nível parecido,em 2013 vai ter mundial aqui no Brasil podendo ter até 4 atletas por categoria então muita coisa se definirá e,como sempre digo,torço pra que apareça um novo judoca e que se firme,como aconteceu no ciclo 2008-2012 com Rafael Silva,Felipe Kitaday,Rafaela Silva.

O vôlei não tem nem o que falar, a estrutura que a CBV tem é gigantesca,referência mundial. Faz com que jovens talentos tenham a oportunidade de terinar ao lado de medalhistas olímpicos consagrados em Saquarema,tem toda uma infra-estrutura por traz e assim faz com que a única preocupação seja simplesmente jogar.

Em esportes coletivos é muito difícil afirmar quem continua e quem sai da seleção, exemplo é a Mari,ninguém diria que ela ficaria fora de Londres e ficou,por isso tem que ser cauteloso nessas horas. Quem deverá dar espaços para novas jogadoras na seleção feminina será Fabi ,que já tem uma ótima substitua que é a Camila Brait, e Paula Pequeno que disse que seu ciclo na seleção acabou. Nos casos de Sheilla,Jaque,Fabiana só o tempo e suas atuações dirão se ficarão ou não na seleção,mas meu palpite é que ficam sim.
                                                          Gabriela Guimarães, guarde esse nome !
E só pra deixar registrado,quem vai se tornar uma jogadora top mundial nesse cilo será a ponteira Gabi de apenas 18. Guarde esse nome !

No masculino muita coisa deve mudar,Rodrigão,Serginho,Ricardinho,Giba concerteza não continuaram na seleção, Dante tem problema crônico no joelho então não se sabe ao certo seu futuro, Sidão,Murilo e Vissoto em 2016 terão no por volta de 33 e 34 anos então o tempo dirá se continuarão. Os mais jovens que tem tudo pra continuar dessa geração são Lucão,Bruninho,Wallace e Thiago Alves.
Revelações são muitas: Renan (oposto de 22 anos com 2m17 de altura, e detalhe,ele é canhoto!) ,Lucarelli (ponta),Maurício (ponta), Gustavão (meio de rede), Isac (meio de rede),Murilo Radke (levantador),entre outros.

No vôlei de praia é renovação é um pouco mais lenta,até por que muitos grandes jogadores como Márcio,Emanuel e Ricardo não se aposentam e conseguem manter o nível de jogo lá em cima,dando menos chances aos jovens que estão chegando. Mas já é nítida a renovação com jogadores como Alison,Pedro Cunha e Solberg,Bruno (que fez dupla com Benjamim no circuito mundial),Evandro,Vitor Felipe...

E no feminino as duplas atuais se permanecerem a parceria até 2016 tenham tudo para brigar por medalhas, Juliana e Larissa , Talita e Maria Elisa são duplas jovens. Quem está vindo forte é a dupla Rebecca e Drussyla que ganhou a prata no campeonato mundial júnior há 2 semanas.

Enfim, estrutura, investimentos,número de praticantes, forte trabalho de base e comprometimento fazem com que o judô e o vôlei sejam os esportes top do Brasil.

Concorda? Descorda? O que você pensa sobre o assunto ? Comente ,pois será muito bem vindo !

Nenhum comentário:

Postar um comentário